sexta-feira, 23 de abril de 2010

A REVISTA FANTÁSTICA



É com orgulho que eu juntamente com um grupo talentoso e dedicado de novos autores apresento este projeto intitulado FANTÁSTICA. Ela é possivelmente a primeira revista digital brasileira GRATUITA e EXCLUSIVAMENTE voltada para a ficção nacional.

A primeira edição será lançada no final de maio/10 e está sendo feita com um empenho exemplar por parte do grupo, que tem me auxiliado a tornar realidade este projeto tão importante para a literatura fantástica brasileira, que é tão querida por tantos.

O grupo FANTÁSTICO da revista é composto pelo talentoso e clássico Sir Dhyan Shanasa, autor do O Livro de Tunes; pelo nosso mestre de layout e diagramação Felipe Pierantoni, autor do Diário Rubro; o senhor da publicidade Vincent Law, autor do Mundo de Avalon, e o nosso processador de dados e o homem dos anjos, Leandro Schulai, autor do Vale dos Anjos.

Além destes parceiros fixos, o projeto conta com o apoio e carinho de vários outros autores que têm apoiado e incentivado esta ideia que será um sucesso...

Eu tenho apenas a agradecer e peço a todos que ajudem a FANTÁSTICA a se tornar um grande instrumento e referência dentro da literatura brasileira.

Acessem e conheçam mais sobre a FANTASTICA www.revistafantastica.webs.com

terça-feira, 20 de abril de 2010

Conto Premiado - 1º Lugar


É com alegria que recebi a notícia de que o meu mini conto "Sou eu o monstro?" foi premiado com o primeiro lugar, escolhido pelo juri no 2º Concurso de Mini Contos do Estranho.

O concurso, que está em sua segunda edição, é organizado pelo site ESTRONHO (www.estronho.com.br) do ativista literário M. D. Amado. Os mini contos tinham a temática "O monstro debaixo da cama" e contaram com 195 participantes, incluindo contos de outros países.

O detalhe é que os contos podiam ter no máximo 15 linhas, isso mesmo, apenas 15 linhas, o que confesso a todos é bem complicado de criar em tão poucas palavras. Porém fico muito contente com o resultado, que só me dá mais forças para continuar nesta aventura da escrita, que não é nada simples. Eu ainda faturei de prêmios vários livros BEEEM legais doados por dversos autores.




domingo, 18 de abril de 2010

A doce arte de esperar...


A vida é cheia de esperas... esperamos o ônibus, esperamos ter 18 anos, esperamos o resultado do vestibular e até esperamos 9 meses para os nossos filhos nascerem.

Tem gente que odeia mortalmente a espera, mas tem esperas que são elegantes, como o atraso da noiva. Tem esperar angustiantes, como a de um consultório de dentista, onde escutamos aquele som agudo e terrível da broca. Só de falar dá um arrepio (risos).

Mesmo que eu considere fila de banco como coisa do passado, tem muita gente que ainda espera. Especialmente no começo do mês, sempre há os caras emburradas, como se alguém tivesse culpa da espera, é talvez o banco tenha mesmo.

Nem toda espera é ruim, tem muitas esperas que são produtivas. Eu lembro de ter lido ótimas reportagens na sala de espera de consultórios. Outras esperas podem ser catastróficas, esperar para ir no banheiro não é uma boa.

O ato de viajar é uma graaaande espera. Não sei como as pessoas que não tem paciência de esperar viajam. Mesmo a mais curta das viagens é um grande exercício de espera, no metro, no carro e principalmente no avião. Somos nestas situações escravos da espera.




Esperar é sem dúvida uma arte, mas ela pode ser boa em alguns casos. Eu ando de metrô há alguns anos e ali é um dos maiores exercícios de espera do mundo. Você está preso dentro de um vagão com vários desconhecidos e é obrigado a dividir meia hora ou mais da sua vida com aquelas pessoas, pode parecer doido, mas tem pessoas na nossa vida que nem vemos tantas vezes assim. Eu aprendi a aproveitar mais este momento, foi no trem onde eu mais li na minha vida e é ali também onde eu aprecio algo que eu adoro: a música. Possivelmente é apenas naquela espera que eu encontro este tempo para apreciar algo tão legal e relaxante como músicas. Cada viagem de trem é como um videoclip, onde os atores sempre mudam...

Esperar poder ser bom e ruim, mas é acima de tudo uma arte, uma doce arte apenas para seres humanos evoluídos, espíritos de luz (risos). Onde já se viu esperar ser bom?

Esperar o bebê nascer é bom, mas esperar o corpo chegar no enterro é ruim.
Esperar a resposta de contratação é bom, mas esperar a carta de demissão é ruim.
Esperar o dia do casamento é bom, mas aguardar na sala de espera na separação é ruim.

Nem só de esperar é feita a vida, tem coisas que não podemos esperar, tem coisas é AGORA ou não...

Não espere para abraçar
Não espere para dizer que ama a pessoa que ama
Não espere o depois para se divertir
Não espere ficar velho para descansar
Não espere para se entregar
Não espere para amar
Não espere o depois para estar com quem se gosta
Não espere a felicidade, ela pode nem existir. O que existe é o AGORA e não a espera...

Eih espere, pare de esperar e faça alguma coisa acontecer....

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Lançamento NO MUNDO DOS CAVALEIROS E DRAGÕES


Senhores, neste sábado (10/04/10) ocorrerá o lançamento da antologia NO MUNDO DOS CAVALEIROS E DRAGÕES (ALL PRINT Editora) organizada por Ademir Pascale, autor do Desejo de Lilith (Editora DRACO).

O evento contará com a presença de vários autores que participaram, inclusive eu (risos). Meu conto presente na antologia chama-se Cavaleiros da Luz e está bem interessante, confesso.
O lançamento está marcado para as 18:30 no Bardo Batata, que fica na Rua Bela Cintra 1333, Jardins São Paulo -SP (www.bardobatata.com.br).