sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Opiniões Desinformadas

Eu conheço poucos outras culturas, somente através de filmes mesmo, mas acho que posso afirmar que o brasileiro é um povo que gosta muito de dar opiniões. Não sei ao certo porque somos assim, mas tenho a impressão de que quase todo mundo adora dar um "pitaco", especialmente no problema dos outros.

O nosso grande problema é que adoramos dar opiniões, mas não muito estudar o assunto que estamos opinando e isso pode gerar, digamos, alguns probleminhas no resultado final.

Seguindo esta lógica, de opiniõe desinformadas, eu tentei lembrar de algumas pérolas que vivenciei ou mesmo me contaram. São elas...

1 - Um das mais populares livrarias, em nome e não em preço hehe, no Brasil é a Saraiva, que por sinal eu frequento bastante. Algumas lojas da Saraiva tem um "sobrenome" MEGASTORE. Uma das meninas que estava no caixa me informou com seriedade e vigorosamente que a Saraiva havia sido comprada pela MEGASTORE e por isso a loja se chamava assim... Esta menina obviamente não sabe inglês, mas opiniar sabe...hehehe

2 - Em meio a estes temporais, certa vez fiquei preso no aeroporto de SP devido ao mal tempo. Normalmente em situações assim, com atrasos, as pessoas são bastante calmas e compreensivas, especialmente aquelas que pagaram pelas passagens valores altos. Enfim ironias a parte, com o atraso a companhia teve que redirecionar um avião do MT para SP e este iria nos levar para o nosso destino o RS.Uma Senhora, tomada por razão e indignação devido ao atraso, disse em claro e bom tom: eu não paguei para avião vir do Cuiabá, paguei para ir a Porto Alegre, então, não admito este atraso... Sinceramente fica difícil até de comentar algo assim...

3-Logo que foi lançado, o que já faz alguns anos, o celular de cartão lembro que muitas pessoas tinha dúvidas do funcionamento, lembro de ouvir uma pessoa explicando o funcionamento dizendo: "...é simples é só pegar um cartão de orelhão e enfiar em baixo do aparelho e pronto..."Tenho que admitir que é uma conclusão lógica...hehe

4- As pessoas mais idosas realmente deve ter sido atropeladas pela tecnologia, ou seja, é bem comum encontrar pessoas com mais idade que nem sabem ligar um computador. Bom quando um computador pegou vírus, ouvi uma senhora dizer que aquela menina que faz faxina é boazinha, mas não limpa direito não HEHHEHE...

5- Aqui no sul, no interior tem muita imigração alemã e italiana, têm muitos lugares que inclusive se falam apenas as línguas alemã e italiana. Ouvi durante um almoço um cara, com jeito de professor de História, explicando que no interior estes imigrantes escondem sua origem porque tem vergonha...olha pelo menos de onde eu venho se eles pudessem falariam apenas estas línguas, não tem vergonha nenhuma desta origem. O mais legal desta opinião desinformada é a forma séria e com certeza que ele afirmava isso...HEHEH.

Bom, tem mais ainda, mas ficam estas cinco primeiramente, mais opiniões desinformadas virão...abraço...



quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Sobre o que fala meu conto Perdido na Escuridão?


Conforme comentei em nota anterior, tive meu primeiro conto, Perdido na Escuridão, publicado em um livro chamado Marcas na Parede da Editora Andross.


Este texto foi escrito especialmente para o Marcas na Parede e é um dos meus contos favoritos. A pessoas que têm lido, estão elogiando bastante, o que apenas incentiva mais ainda meu caminho como escritor.


Perdido na Escuridão é um conto feito para assustar, usando como pano de fundo o medo de estar só somado ao maior dos medos da humanidade: a morte. O conto fala sobre a relação entre vivos e mortos. O grande obejtivo dele foi mostrar que o amor entre as pessoas é maior que a vida ou a morte. Eu quis passar a mensagem de que depois de morremos possivelmente sentiremos também falta dos vivos. Nos desligarmos completamente deve ser difícil tanto para os vivos quanto para os mortos.


O conto mostra a fogueira e também o caminho de velas como uma manifestação das orações e saudade daqueles que ficaram. O conto é uma encenação para mostrar que esta ligação entre as pessoas, como o amor ou a amizade, é forte e se mantém desta forma mesmo depois da própria morte.
É uma mensagem bem bonita e que felizmente gerou um texto bem interessante e belo. Eu me orgulho bastante deste trabalho e obrigado a todos que prestigiaram ele. Até a próxima.